sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Policial diz que menino Marcelo ameaçou mãe de morte antes de chacina



Um policial militar da Rota (Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar), amigo da família Pesseghini, contou à polícia nesta quinta-feira (29) que ouviu o filho Marcelo, 13, ameaçar a mãe de morte após uma discussão, dias antes da chacina que vitimou os pais, uma avó e uma tia-avó, no dia 5 de agosto, na Vila Brasilândia, zona norte de São Paulo.

De acordo com a investigação, Marcelo é o único suspeito de ter matado toda a família e, no dia seguinte, cometido suicídio após voltar da escola.

O policial disse em depoimento ter ouvido o pai, o sargento Luís Pesseghini, confidenciar que Marcelo ficou revoltado após a mãe, a cabo da corporação Andréia Regina, ter tomado um alvo que ele usava para atirar com uma espingarda de chumbo, de acordo com o telejornal "SBT Brasil".

O DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa) ainda aguarda os lados da perícia para determinar as responsabilidades do crime.

Uol
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

UOL Cliques / Criteo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...