segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Fidel Castro contratou nazistas para treinar cubanos em 1962, apontam documentos


Imagem: AFP

Documentos do serviço secreto da Alemanha, BND, revelam que o ex-presidente cubano Fidel Castro, contratou antigos membros da SS, polícia nazista, para treinar militares cubanos.

Segundo o jornal El pais, a informação foi publicada pela edição digital do jornal alemão Die Welt. O artigo inclui a tentativa do ex-ditador cubano de comprar armas de fabricação belga, por meio de intermediários, ex-membros da extrema direita alemã.

De acordo com a publicação, o episódio aconteceu em plena Crise dos Mísseis, durante a Guerra Fria, em outubro de 1962, e os ex nazistas recebiam altas quantias, o equivalente a quatro vezes o salário de um trabalhador cubano comum.



O serviço secreto alemão reuniu provas da suposta presença, de pelo menos dois, antigos membros da SS, em Cuba. Mas pelo menos quatro haviam respondido o convite de Castro, para visitar a ilha carinhenha. 

“Evidentemente o Exército Revolucionário cubano não temia ter a sua imagem vinculada ao nazismo”, disse Bodo Hechelhammer, diretor do departamento de investigações históricas do serviço secreto alemão.

Informações do BND revelam também, que Fidel Castro usou os traficantes de armas da extrema direita alemã, Otto Ernst Remer e Ernst Wilhelm Springer, foram intermediários na tentativa do ditador de comprar quatro mil pistolas belgas. 

O El País afirma que a conclusão a qual chegou o serviço secreto alemão chegou era que Castro queria se desvencilhar da dependência da compra exclusiva de armamento soviético.


R7
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

UOL Cliques / Criteo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...