quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

A cada dois dias um assalto termina em morte na cidade de São Paulo


Imagem: Reprodução / Redes Sociais
A cada dois dias um assalto termina em morte em São Paulo. No ano passado, foram 140 casos de latrocínios, o roubo seguido de morte. Esse tipo de crime é o que mais preocupa as autoridades, porque que os bandidos estão cada vez mais violentos.


Segundo o Governo de São Paulo, em dezembro do ano passado, o número de homicídios na capital paulista caiu mais 36% em relação a dezembro de 2012, porém, os latrocínios aumentaram 175%.

O secretário de Segurança Pública, Fernando Grella, destacou que duas leis aprovadas recentemente vão ajudar a reverter esses números. Uma é a aprovação da lei que regulamenta os desmanches. “Cinquenta por cento dos casos de latrocínio têm vinculação com furto, com roubo de veículo. Outra medida importante é a lei que impõe sanções a empresas que de alguma maneira guardem, adquiram ou comercializam produtos frutos de roubo de carga”, explica.

Foi em uma esquina do bairro do Morumbi, região nobre de São Paulo, que um rapaz, que não quer se identificar, foi vítima de um assalto violento. Na véspera de Natal, ele ia deixar uma amiga em casa. Quando reduziu para fazer a curva foi parado por dois homens em uma moto. “O garupa já saiu com a arma apontada. Veio em direção ao carro, bateu na janela, deu duas coronhadas, fui obrigado a abrir e ele começou a realizar o assalto. Sempre com arma na mão, tremendo bastante, parecia estar bastante nervoso”, relata a vítima.

O delegado disse que o suspeito já foi reconhecido por outras vítimas. O casal teve que entregar as carteiras, relógios, pulseiras e jóias. Mesmo assim, o rapaz levou socos e coronhadas durante todo o assalto. Foram 70 pontos. “Me machuquei bastante. Eu tive quatro cortes na face, bem fundos, por causa das coronhadas e uma na cabeça. Esse bandido age nessa região, nesse horário. Ele tem uma atitude violenta”, conta.

A Secretaria de Segurança Pública de São Paulo informou que foi instaurado inquérito policial para investigar o caso de agressão a essa vítima.

Quem estuda a segurança pública tenta explicar a razão que leva os bandidos a ficarem mais violentos. “O criminoso não é mais o mesmo de 20 anos atrás, que sabia o que fazer e fazia sem usar de violência. Isso está mudando, porque é mais fácil e o criminoso tem acesso à arma, então ele pode roubar com mais facilidade, ele escolhe a vítima que quer. Para ser um ladrãozinho qualquer, ele não precisa de nada, só ter uma arma na mão”, opina Guaracy Mingardi, analista criminal. 
Ana Brito 
Jornal Hoje
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

UOL Cliques / Criteo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...