terça-feira, 11 de março de 2014

Fifa desiste de metade dos quartos que havia reservado para a Copa


A empresa responsável pelos hotéis está sob investigação
Imagem: Divulgação
A Match Services, operadora de turismo oficial da Fifa, devolveu na segunda quinzena de janeiro 50% dos bloqueios (espécie de pré-reserva) de quartos de hotel que tinha feito para a Copa do Mundo. O motivo foi a baixa procura, disse a companhia.

A empresa é responsável pela locação de quartos para o Comitê Organizador da Copa, para delegações e empresas parceiras do evento.

A Match não informou o número de leitos entregues, mas a Folha apurou que até dezembro a empresa oferecia hospedagem em 813 hotéis de 108 cidades - nas 12 capitais que receberão jogos e em municípios do entorno.

Em dezembro restavam 1.700 dos 55.894 quartos de hotéis localizados nas capitais que receberão os jogos, segundo pesquisa do Fohb (Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil) em 248 hotéis de 26 grandes redes hoteleiras.

Estima-se que 27 mil estivessem nas mãos da Match. A devolução teria sido, então, de cerca de 13,5 mil quartos.

Relações-públicas da Match, Andreas Herren não confirmou o número de quartos devolvidos, mas disse que agora "um volume significativo de quartos fica disponível no mercado global".

Segundo ele, a Match ainda avalia se no próximo prazo contratual, em 20 de abril, vai devolver mais quartos.

O presidente da Abih (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis), Enrico Fermi, disse não saber o número de quartos devolvidos.

Segundo o Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de São Paulo, já era previsto que reservas pudessem ser canceladas, pois foram feitas antes da distribuição dos jogos pelas sedes.

Como os hotéis já trabalhavam com essa informação, não deve haver redução no preço das diárias.

Presidente da Abih-RJ, Alfredo Lopes afirmou que o Rio é a cidade menos afetada com a devolução, por se tratar da principal sede da Copa - na cidade ficam o centro de imprensa e o comitê organizador. Ele não soube dizer quantos quartos foram devolvidos.

SAIBA MAIS

A Match Services é investigada pela Comissão de Defesa do Consumidor, órgão ligado ao governo federal, por suposta prática de cartel. Isto porque, devido aos bloqueios de quartos, o valor das diárias aumentou muito, em alguns casos até 50%.

A empresa foi criada em 2007 para comercializar pacotes de ingressos e de acomodações para a Copa.

A Match Services é controlada pelos irmãos mexicanos Jaime e Henrique Byrom, donos da Byrom plc. Os Byron participaram da comercialização de ingressos para a Copa de 1986 (México), ainda quando a Fifa era presidida pelo brasileiro João Havelange.

Desde então eles sempre estiveram envolvidos na venda de bilhetes para os Mundiais.
 
Osni Alves 
Folha de S. Paulo
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

UOL Cliques / Criteo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...