quinta-feira, 3 de abril de 2014

Deputada Manuela D’Ávila denuncia à PGR ameaças de estupro


Imagem: Reprodução / Facebook
A deputada Manuela D’Ávila (PCdoB-RS) pediu à Procuradoria-Geral da República (PGR) que investigue o autor das ameaças de estupro que recebeu nos últimos dias após aderir à campanha “Eu não mereço ser estuprada”. As ameaças vieram de várias mensagens disparadas por um usuário do Twitter. “Temos que mostrar a esses ‘fakes’ que suas máscaras caem e que não existe território para o medo que tentam criar”, afirmou a deputada gaúcha.

Manuela solicitou à PGR que tome as devidas providências para rastrear a origem das mensagens e identificar o autor para que os dados sejam repassados à Justiça como provas à Justiça. Ontem (2) à noite, a deputada comentou o assunto em seu perfil no Facebook.

“Boa noite! Estou aqui na sessão na Câmara votando uma Medida Provisória e queria compartilhar com vocês a decisão que tomei de ir a Procuradoria Geral da República pedir investigação de um perfil de twitter que me ameaça repetidas vezes de estupro. É cansativo, perdemos energia… Mas precisamos mostrar para essa turma que a internet não é terra de ninguém. Que as ameaças aqui também tem consequências. Lutar por uma cultura de paz, mais solidária é, muitas vezes, duro, cansativo… Mas vale a pena. Boa noite!”

No último dia 30, Manuela publicou duas fotos – uma atual e outra de quando era criança – com a mensagem “Eu não mereço ser estuprada” (veja ao lado). O movimento foi iniciado pela jornalista Nana Queiroz, de Brasília, logo após a divulgação de pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) que mostrou que 58% dos entrevistados acreditam que “se as mulheres soubessem se comportar, haveria menos estupros”.

De acordo com o Ipea, 65,1% dos entrevistados manifestaram concordância, parcial ou total, com a afirmação “Mulheres que usam roupas que mostram o corpo merecem ser atacadas”. Em repúdio ao resultado da pesquisa, milhares de pessoas aderiram à campanha, publicando fotos, nas redes sociais, contra a violência sexual.

Edson Sardinha
Congresso em Foco
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

UOL Cliques / Criteo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...