quinta-feira, 10 de abril de 2014

Ex-marido de Dilma confessa crimes que cometeu com a presidente


Imagem: Reprodução
O ex-marido de Dilma Rousseff, Carlos F. Pauxão Araujo, ex-comandante do grupo revolucionário terrorista VAR (Vanguarda Armada Revolucionária) -Palmares - o qual utilizou táticas de luta armada tradicionais, além de "justiçamentos" e atentados a bomba -, que objetivava implantar uma ditadura do proletariado no Brasil, admitiu, em vídeo, crimes cometidos pelo grupo, o qual era integrado pela atual presidente da República. Assista abaixo:

Segundo Araujo, o grupo praticou assaltos a banco, roubos de caminhões de carne, além de "ações em quarteis" para "pegar armas". No entanto, o ex-guerrilheiro não admitiu as intenções "comunistas" da agremiação, restringindo-se a afirmar que se tratou de "uma luta do povo brasileiro contra a ditadura". Qual é a sua opinião a respeito? Comente.

Veja também:
General pede que Dilma dê explicações sobre atentado a bomba que matou Kozel Filho em 1968
'Queríamos implantar uma ditadura de esquerda', diz ex-guerrilheira que esteve presa com Dilma
Em enquete com 862 mil votos, 80,2% creem que Regime Militar evitou que Brasil fosse dominado pelo comunismo
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

UOL Cliques / Criteo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...