segunda-feira, 16 de junho de 2014

Humorista expulso ao imitar Dilma diz ter sido agredido a chutes por pessoas ligadas a políticos; veja


Imagem: Divulgação
O humorista Gustavo Mendes foi obrigado a parar um show que fazia em Búzios, no litoral do Rio de Janeiro, a mando do chefe de gabinete da Prefeitura da cidade, Robson Mota, no domingo (15). Segundo Alex Monteiro, empresário do humorista, Mendes não só teve que interromper o show como foi agredido a chutes em uma praça pública. O comediante, que já trabalhou no Casseta e Planeta, fazia o espetáculo Mais que Dilmais, em que imita a presidenta da República Dilma Rousseff, e o conteúdo das piadas teria irritado os presentes.


 — A população estava adorando, exceto algumas pessoas que foram convidadas e que estavam em uma área VIP. Em um dado momento mandaram tirar o Gustavo do palco. Isso porque a mãe do prefeito não estava gostando. Ela achou que o show estava pesado demais — explicou o empresário.

Após a interrupção do show, o chefe de gabinete Robson Mota subiu ao palco para justificar o motivo da saída de Gustavo Mendes. 

— Primeiramente em nome da Prefeitura e da igreja Católica, quero pedir desculpas aos familiares presentes. Nossa intenção era trazer um pouco de cultura de forma respeitosa para a família buziana. O povo de Búzios não pode compactuar com uma sacanagem dessa, desculpa o termo. Isso aqui é dinheiro público gasto e temos que respeitar o povo católico e o povo assembleiano.  

Ao R7, o empresário de Gustavo Mendes disse ainda que o humorista levou um chute na perna quando estava sendo levado para o carro. Ele também contou que, segundo populares, o agressor seria o irmão do prefeito da cidade. 

Leia também:
— Tiramos o Gustavo do palco e, no caminho para o carro, ele tomou um chute. Segundos os populares, ele foi agredido pelo irmão do prefeito, um rapaz chamado Gerson. Indo embora para o Rio, o motorista do carro recebeu ordens de deixar o Gustavo onde estivesse. Ele acabou sendo abandonado em uma rua de Cabo Frio. E nesse percurso dele no carro da prefeitura ele indo embora para o Rio o carro recebeu ordens de deixar o Gustavo onde estivesse e voltar com o carro. Deixar ele na rua. Deixaram ele em Cabo Frio. Ele chorou muito e ainda está assustado.

Uma ação cível e outra criminal será aberta contra a prefeitura e o agressor, informou ao R7 o empresário do humorista.

— Vamos fazer uma ação criminal contra o agressor e outra cível contra a prefeitura.

Gustavo Mendes postou em seu Facebook sobra a decepção.

 — Pela primeira vez interrompi um show no meio do espetáculo e sai do palco, escoltado pela polícia, chorando, mas zelando pela minha vida e da minha equipe, enquanto o povo clamava pedindo mais. Fui agredido pelo chefe de gabinete da prefeitura de Búzios, Robinho, ele me ameaçou e me agrediu fisicamente. Uma pena uma cidade tão linda, com um povo tão batalhador e mal assistido esteja na mão de gente tão incompetente e mau caráter como o caso desse Robinho. Ao justificar-se por que interrompera, não resistiu às vaias, que a população revoltada com tamanha soberba e prepotência, proferia. Quem manda em Búzios é o povo, a cidade é deles, não desse esquentadinho, costas quentes, que viu o povo o colocar em seu devido lugar que é calado, quieto. Uma pena que o prefeito André, tão cheio de boas intenções, tenha escolhido tão mal esse sujeitinho pra chefiar seu gabinete, uma pena que sofra o povo, perde a cultura por causa de um incompetente, infeliz, cheio de convicções religiosas rasas e fora de propósito. Sai de búzios chorando, pelos amigos da cidade que queriam um pouco de riso em meio a tanta miséria velada, mas convicto de que esse povo pode mudar sua história e seus governantes. Búzios é do povo de Búzios, não dos “Robinhos” e secretários. Voltarei, Búzios, em breve, para festejar a liberdade e o povo no poder, onde de fato é o seu lugar.

Na manhã desta segunda-feira (16), a Prefeitura de Búzios publicou também no Facebook uma nota oficial sobre o caso.

Veja também:

NOTA da Prefeitura de Búzios sobre Búzios Love

A Prefeitura de Búzios lamenta o ocorrido na noite deste domingo, dia 15 de junho, na Praça da Rasa, por ocasião do show de stand up comedy "Mais que Dimais", do artista Gustavo Mendes. Famoso por sua sátira da presidente Dilma Rousseff e expoente de um talento reconhecido em todo o país, o humorista foi convidado a participar da segunda edição do "Búzios Love", um dos eventos de maior sucesso na cidade, desde a primeira edição, e que já recebeu artistas consagrados como Nelson Freitas, Marcos Veras e Marcelo Serrado.   Por se tratar de um show inserido em um evento de uma comunidade religiosa, foi solicitado, pela Prefeitura de Búzios, previamente, o cuidado especial com o texto teatral para que fosse apresentado em praça pública, evitando ofensas e agressões verbais aos presentes. Porém, no decorrer do evento, em diversos momentos, ocorreram episódios deselegantes e desrespeitosos ao público, incluindo idosos e religiosos.   No intuito de preservar o respeito à família buziana e aos praticantes de diferentes denominações religiosas que têm o direito de serem tratados com dignidade, foi solicitada a retratação, negada pelo artista. Desta forma, devido ao não cumprimento da solicitação, fez-se necessário interromper a apresentação do show.   A Prefeitura de Búzios reconhece e respeita os talentos culturais de nosso país e, buscando a alegria e proporcionar eventos que levem momentos de lazer para a população buziana, procura contratar e valorizar todos os artistas que demonstram interesse em compactuar com este objetivo. Contudo, a proposta do Governo Municipal ao contratar um espetáculo é de entreter todas as famílias moradoras de Búzios, com alegria, mas, acima de tudo, com educação e respeito ao cidadão.  
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

UOL Cliques / Criteo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...