quinta-feira, 17 de julho de 2014

Google omitiu textos 'humilhantes' sobre 7x1 do Brasil na Copa do Mundo


Imagem: Odd Andersen / AFP
Uma unidade do Google escondeu notícias e textos considerados muito "negativos" ou "humilhantes" sobre a derrota da seleção brasileira por 7 a 1 contra a Alemanha.

Em uma "redação experimental" da gigante da internet, uma equipe de cientistas, tradutores e redatores adaptou conteúdo surgido na Copa que poderia ser "viralizado" (compartilhado rapidamente) nas redes sociais.


No serviço "Google Trends" em português, textos sobre "humilhação" ou "vergonha" (termos entre os mais pesquisados no Google Brasil no dia do jogo) não foram listados.

Segundo a jornalista Aarti Shahani, da rádio pública americana NPR, que visitou a redação do Google em San Francisco, a equipe decidiu não publicar textos sobre os termos mais pesquisados porque eram "muito negativos".

Leia também: 

"Vamos esperar até surgir uma tendência mais para cima", disse Tessa Hewson, da redação do Google, à NPR.

No mesmo dia, o serviço em alemão do Google registrava recorde nas pesquisas sobre "maior número de gols em uma partida de Copa do Mundo". Ao contrário do que aconteceu no Brasil, conteúdo sobre essas buscas foi produzido para o Google Trends.

Questionados sobre manipulação, um dos redatores do Google, Sam Clohesy, disse à NPR que não valia a pena "jogar sal nas feridas" e de que "uma história negativa sobre o Brasil não ganharia muita tração nas mídias sociais".

Para o consultor de mídia Ken Doctor, o experimento não pode ser chamado de "redação" ou "noticioso". "Os melhores jornalistas operam redações sem medo ou favorecimento e não seguem regras para produzir sorrisos."

Recentemente foi revelado que o Facebook conduziu um estudo com duas universidades sobre o efeito de conteúdo negativo no humor dos usuários da rede social.

Raul Juste Lores
Folha de S. Paulo
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

UOL Cliques / Criteo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...