terça-feira, 2 de setembro de 2014

Facebook apagou denúncia de uso de dinheiro público, por deputados, para canais pornô


Imagem: Reprodução / Congresso em Foco
O Facebook retirou do ar uma reportagem feita pelo site Congresso em Foco que denunciava o uso de verba pública por parte de parlamentares para gastos pessoais. Segundo a denúncia do site, a cota parlamentar da Câmara dos Deputados era usada para pagar pacotes especiais de TV a cabo que incluíam canais adultos e de esportes.

De acordo com a legislação, a cota parlamentar deve ser usada exclusivamente para gastos relativos à função parlamentar de deputados e senadores, logo, não envolve gastos pessoais.


A reportagem revelou que os deputados Flaviano Melo (PMDB), José Airton (PT) e Renato Molling (PP) foram reembolsados pela Câmara pelas despesas com o pacote. O site publicou a denúncia em sua página no Facebook, apresentando a foto de um boleto da TV por assinatura Sky. A fatura divulgada na rede foi retirada do próprio portal da Câmara e faz parte dos documentos públicos sobre a utilização da verba arrecadada dos contribuintes.

Leia também: 

Porém, na última sexta-feira, 29, a rede social apagou a postagem, sem dar maiores explicações. Assessoria da rede informou que a resposta do site pode demorar, já que o caso foi enviado à matriz da empresa, que fica nos EUA. Nesta terça-feira, 2, o Congresso em Foco levantou a seguinte questão em sua página “Então, decide-se nos Estados Unidos aquilo que os cidadãos do Brasil devem ler ou não a respeito dos atos dos seus deputados federais ou dos gastos do Poder Legislativo?”. O site diz esperar “que o mal-entendido se desfaça e o post seja republicado”.

Opinião & Notícia
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

UOL Cliques / Criteo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...