sábado, 28 de fevereiro de 2015

MST 'pega carona' e tenta se infiltrar nos protestos dos caminhoneiros bloqueando um pedágio em Pelotas


 Imagem: Reprodução/RBS TV
Cerca de 150 integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) protestaram em frente ao pedágio do Retiro, na BR-116, na manhã desta quarta-feira (24). A ocupação aconteceu entre os municípios de Pelotas e Turuçu, na Região Sul do Rio Grande do Sul. Conforme a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a manifestação iniciou por volta das 10h e durou cerca de duas horas.

Quatro das seis cancelas do pedágio foram bloqueadas pelos manifestantes. Nas duas cancelas livres, os veículos puderam passar livremente, sem pagar a taxa exigida. Durante o ato, caminhões foram impedidos de seguir viagem nos dois sentidos da rodovia federal.

Leia também: 


Imagem:  Reprodução/RBS TV
Iniciado na semana passada, o protesto dos caminhoneiros se intensificou a partir de segunda-feira (23) no estado. A manifestação é contra o aumento do óleo diesel, os elevados custos dos transportes de cargas e as condições ruins das rodovias, entre outros itens. Eles pedem uma solução do governo federal.

Às 15h desta quarta-feira, havia mais de 50 pontos de bloqueios entre rodovias estaduais e federais no Rio Grande do Sul. Decisões judiciais determinaram a liberação de algumas rodovias no estado. São os casos da BR-158, em Cruz Alta, BR-285, em Passo Fundo, BR-472, em Santa Rosa, BR-386 e BR-468, em Santa Vitória do Palmar, além das BRs 116, 293 e 392, na região de Pelotas.

Veja também: 

         

Luiza Wiener
RBS TV via G1
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

UOL Cliques / Criteo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...