segunda-feira, 13 de julho de 2015

‘Acabou o jogo. Dilma vai sair no próximo semestre e Eduardo Cunha assumirá para novas eleições’, diz senador Cássio Cunha Lima


Imagem: Reprodução/Youtube
O senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) usou a tribuna do Senado Federal, na noite desta quinta-feira (2), para criticar o governo da presidente Dilma Rousseff (PT), pedir novas eleições no País e fazer previsões. Na mais controversa delas, o tucano acredita na queda do governo federal no segundo semestre, permitindo ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), assumir o Brasil por pelo menos três meses. Veja o vídeo:


Cunha Lima diz que o governo vai "cair de podre". “Vamos acompanhar de perto o processo junto ao Tribunal Superior Eleitoral e acreditamos firmemente que, já no próximo semestre, haverá o julgamento que poderá cassar o diploma da presidente Dilma Rousseff e o do vice-presidente Michel Temer. Assume, pelo comando constitucional, por três meses, o presidente da Câmara”, afirmou Cunha Lima. "Dilma não vai se safar, pois o TSE penaliza o candidato. (...) Acabou o jogo. Estamos contando os dias para que essa crise possa ser debelada", completou ele ao comentar o processo.

O processo ao qual o senador se refere é o que envolve a convocação do empreiteiro Ricardo Pêssoa, da construtora UTC, para depor sobre as suas doações à campanha presidencial de Dilma, em 2014. O PT tentou barrar o depoimento, mas os ministros do tribunal rejeitaram os recursos. Se constatada uma eventual irregularidade na campanha, Dilma e o vice-presidente Michel Temer (PMDB) podem ter os diplomas cassados.


Segundo a colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo, a decisão do TSE preocupa a cúpula petista. O caso deverá ser julgado pelo TSE até outubro. O afastamento de Dilma, ainda de acordo com a coluna, ainda colocaria em dúvida quem assumiria o País: se seria o segundo colocado no pleito do ano passado, o senador Aécio Neves (PSDB-MG), ou se o processo seria o descrito por Cunha Lima em seu discurso.

“O que o PSDB defende são novas eleições. O próprio ex-presidente Lula poderá disputar. Ele vai poder se submeter à soberania do povo brasileiro. É isto o que nós queremos: novas eleições”, completou o senador paraibano, que um dia antes já havia pedido que Dilma renunciasse, sobretudo após a pesquisa que apontou uma aprovação de apenas 9% da população.

“A Nação aguarda de forma atenta e vigilante todos os desfechos dessas demandas no campo da justiça, seja ela justiça comum ou justiça eleitoral. E, para que o Brasil tenha o seu sofrimento abreviado, renuncie, Dilma Rousseff”, afirmou Cunha Lima.

Leia também:

Os que pedem a saída da presidente ganharam um novo impulso nesta sexta-feira (3). Segundo reportagem da Folha, o doleiro Alberto Youssef disse à justiça eleitoral ter sido procurado por um representante da campanha de Dilma para trazer de volta do exterior um montante de R$ 20 milhões. O depoimento, de acordo com o jornal, compõe a ação do PSDB contra a petista, ainda no ano passado.

Thiago de Araújo
Brasil Post
Editado por Política na Rede
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

UOL Cliques / Criteo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...