quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Senadora se exalta e ‘manda recado’ ao Presidente da Bolívia após ele ameaçar militares brasileiros e defender Dilma; veja vídeo


Imagem: Reprodução/Youtube
A senadora Ana Amélia se exaltou e, com uma resposta contundente, "mandou um recado" a Evo Morales, Presidente da Bolívia, após ele se pronunciar afirmando que "não permitirá golpe" no Brasil e defenderá Dilma e o PT - Partido dos Trabalhadores. Na ocasião, Morales afirmou estar se dirigindo aos militares brasileiros. Veja o vídeo:



A Revista Sociedade Militar, especializada em temas militares do Brasil e da América Latina, respondeu a seus leitores no que concerne às ameaças de Evo Morales. Veja vídeo com a narração da resposta:


"Nos últimos dois dias a editoria da Revista Sociedade militar recebeu algumas centenas de emails informando sobre as declarações de Evo Morales, que teria dito que “invadiria” o Brasil se Dilma fosse retirada do Planalto.
Compreendemos a preocupação de nossos leitores e amigos civis. Mas, para qualquer militar uma declaração desse tipo soa como idiota, além de desprovida da ética que deveria permear as declarações de um chefe de estado.
Para nós, o novo showzinho de Evo Morales traduz-se em ótima notícia, significa que a esquerda latino americana percebe claramente que o governo de Dilma Roussef chega ao ocaso e que é apenas questão de tempo para que a hegemonia esquerdista também termine na América do Sul.
Leia também: 
Generais respondem a presidente da CUT: 'Cuidado com a língua, o Brasil só tem um Exército e qualquer grupo armado terá de enfrentá-lo'
General critica ministro da Defesa de Dilma por declarações sobre o MST: 'antiético e imoral'
Coronel Moézia gera polêmica ao dizer que agora é hora de 'radicalizar' contra o PT
General chama petistas de ‘vendilhões corruptos’ e afirma: ‘O Brasil tem dono. É o povo brasileiro’; veja vídeo
General critica o Governo Dilma e exalta o Regime Militar em palestra no Clube Militar
PT e filho de Zé Dirceu propõem que quem pedir intervenção militar seja preso
Generais se posicionam a favor do impeachment de Dilma: 'Collor foi afastado por muito menos'
Coronel chama Dilma de ‘chefe de quadrilha’ e diz que está disposto a dar a vida em luta armada contra guerrilheiros do PT; veja vídeo
General Rômulo Bini responde a ameaça de Lula e alerta: 'As Forças Armadas estarão à frente'
General chama Lula de 'hiena desesperada' e responde a ameaça: 'Vamos encarar e ir à luta'
General diz que atitude de novo ministro da Defesa de Dilma é imperdoável
Marcha pedindo impeachment de Dilma e intervenção militar finaliza na Praça da Sé, veja imagens
Exército brasileiro possui munição para uma hora de guerra
Comando Militar do Sudeste descobre que Cuba infiltrou militares no Mais Médicos
Bolsonaro diz que há exército de cubanos no Brasil e que poderá haver derramamento de sangue; assista ao vídeo
General Paulo Chagas pronuncia-se contra o PT, expõe planos do partido e atinge milhares de pessoas; veja
'Não acredito nas lágrimas de crocodilo da terrorista que governa este país', diz general Arlenio Souza da Costa
FHC critica 'Marcha da Família' e diz que 'população não quer mudar o regime' 
Coronel Moézia chama comandantes militares de covardes e traiçoeiros
Quanto a “invadir o Brasil”, uma “ameaça” desse tipo não merece nem discussões técnicas aprofundadas. Só um dado, o armamento portátil usado pelos bolivianos data do inicio dos anos 70.
Não podemos aqui adjetivar os militares bolivianos, haja vista que as declarações partiram de Evo Morales, não de soldados profissionais. A despeito das falácias do presidente cocaleiro, seus generais não são desprovidos de inteligência a ponto de entrar na palhaçada de seu chefe. Também não são suicidas.
Atualmente o Brasil tem condições de dizimar quase completamente o exercito boliviano ainda antes que saia de dentro dos quarteis. Usando somente nossa artilharia terra-terra, sem calcular muito, o Brasil varre mais que 50% do território de Evo Morales. Por conta disso, é tecnicamente impossível que militares bolivianos empreendam qualquer ação que ponha em risco nossa soberania.
Se existisse um ranking oficial de poderio militar na America latina, a Bolívia ficaria perto do último lugar enquanto o Brasil ocupa o primeiro. O exército boliviano sempre esteve mais orientado para ações policiais do que para defesa nacional.
Há apenas dois anos Evo Morales teve que calar sua boca quando o Chile o advertiu que parasse de pleitear a tão pretendida saída para o pacífico. Na época o presidente chileno deixou claro que se fosse necessário iria defender seu território, Evo recuou."
Vídeos relacionados


Redação
Política na Rede
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

UOL Cliques / Criteo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...