terça-feira, 16 de maio de 2017

'Se esse golpe contra o fim do foro privilegiado for concretizado, o povo exigirá a renúncia de todo o Congresso e convocação de novas eleições', afirma Levy Fidelix


Imagem: Montagem Ilustrativa / Política na Rede
"Mais uma vez, o Congresso conspira contra o povo. Uma tentativa de bloquear o fim do foro privilegiado está em curso", afirma Levy Fidelix sobre rumores de mais um golpe contra o fim do foro privilegiado.

O jornalista Josias de Souza denuncia que há uma articulação envolvendo o Congresso, o Planalto e o STF para esvaziar a discussão sobre o fim do foro privilegiado. Segundo Josias de Souza, o plano envolveria, entre outras medidas, um pedido de vista por um ministro do STF. 

"Articula-se no eixo Congresso—Planalto—STF o adiamento da decisão sobre foro privilegiado. Urdido em segredo, o plano foi esboçado em três estágios. Eis o primeiro lance: nos próximos dias, o Senado se esforçará para aprovar em segundo turno a emenda constitucional que extingue o foro especial para autoridades e parlamentares. O segundo lance ocorreria em 31 de maio. Nesse dia, escorando-se no fato de que o Congresso já se ocupa do tema, uma das 11 togas que integram o plenário da Corte pediria vista do processo que pode resultar na restrição da abrangência do foro privilegiado. Com isso, a deliberação seria adiada por tempo indeterminado.", relata o jornalista.

"Se insistirem em tamanha baixeza para salvar o pescoço de quem tem o rabo preso e conseguirem concretizar este golpe, o povo acabará invadindo o Congresso Nacional, estou avisando", alertou Levy Fidelix, presidente do PRTB. De acordo com ele, a população acabará por exigir a renúncia de todos os parlamentares e a convocação antecipada de novas eleições. "Estão legislando em causa própria, isso é inconstitucional!", afirma.

Segundo ele, estão testando a paciência da população e "cutucando a onça com vara curta". "A tática dos corruptos é bastante simples. Eles vão avançando aos poucos, para ver se a população dormiu, se acomodou. Agem nas sombras, de forma sub-reptícia, oculta, fazendo conchavos despudorados, impudicos, realmente obscenos", explica.

De acordo com Fidelix, apenas a força da população poderá reverter este quadro: "O povo mobilizado derrubou Dilma. O povo mobilizado evitou a aprovação da PEC 37. Somente o povo consciente conseguirá o fim do foro privilegiado, que é uma verdadeira afronta à Constituição Federal", afirma.

'Só o povo mete medo em político, temos de mostrar que todos são iguais', diz Álvaro Dias

"Haverá dificuldades na Câmara, mas não são insuperáveis. Se houver a apresentação de emenda, será por má-fé, para proteger quem está envolvido em falcatruas", afirmou o Álvaro Dias, em entrevista coletiva, sobre a especulação de um golpe contra o fim do foro privilegiado. "Temos de estabelecer o que preconiza a Constituição Federal, somos todos iguais perante a lei", completou.

"É preciso não jogar a toalha e alimentar a esperança de vencer as resistências na Câmara. A pressão popular será decisiva. Devemos relembrar Ulysses: 'Só o povo mete medo em político'.", comentou o senador Álvaro Dias, em entrevista a O Antagonista, sobre o possível golpe contra o fim do foro privilegiado.

Leia também:
'A palavra final [dos esquemas] tinha de ser sempre do chefe, e o chefe era Lula', denuncia marqueteiro João Santana

Veja também: 





Luciana Camargo
Folha Política
Leia mais notícias do poder e da sociedade em Folha Política 
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...