quarta-feira, 7 de junho de 2017

'Será que o ex-presidente do Banco Central e atual Ministro da Fazenda não sabe de nada também?', questiona Levy Fidelix


Imagem: Produção Ilustrativa
"Tudo está sendo tramado para poupar Meirelles. Ele está por trás de todo o mal, de toda a carestia que afeta os brasileiros! Lobo em pele de cordeiro: Meirelles é o verdadeiro arquiteto financeiro de tudo e de todos. Atenção, Lava Jato!', afirma Levy Fidelix



Levy Fidelix, presidente do PRTB, afirma que todo o vazamento para causar a renúncia ou o impeachment de Temer teria o intuito de "salvar" Meirelles. "Henrique Meirelles é o criador do banco da JBS-Friboi. Assim que Meirelles saiu do Banco Central, foi direto para o Conselho Diretor da JBS. Toda movimentação desse dinheiro da JBS, seja no Brasil,  seja no exterior transitou com a anuência do Banco Central. Como que Pedro Barusco conseguiu movimentar tanto dinheiro sem que ninguém rastreasse?", questiona ele. 

No ensejo, ele complementa: "A ideia do grupo que está no bastidor dessa situação toda é bancar o Henrique Meirelles como candidato numa eleição indireta para abafar a situação. O ministro sabia que o presidente estava sendo investigado e não comunicou a ele. O sistema blindou o Henrique Meirelles para que a podridão não chegasse a ele. Os dois irmãos combinaram tudo com o Meirelles para se anteciparem. Se a Lava Jato pegar o Meirelles, atingirá mortalmente o sistema financeiro. A ideia é bancar Henrique Meirelles, rifar Michel Temer e salvar o banqueiros da Lava Jato. É o que mais está ganhando com tudo isso. Ele sim é o grande conspirador. Tudo foi feito para ele ser presidente do Brasil!", afirma.


"O grande articulador da crise"

Para Fidelix, Henrique Meirelles é o grande articulador de toda a crise. "Foi presidente do Banco Central durante todo o Governo Lula e início do Governo Dilma. Depois, Dilma o nomeou para coordenar todos os investimentos no Conselho Público Olímpico. Bilhões e bilhões foram roubados nas Olimpíadas, todos sabemos! Agora, é Ministro da Fazenda e Previdência Social, para terminar de destruir a nossa economia e entregar tudo aos bancos!", relata.

De acordo com o político, Meirelles é "o homem dos bancos". "Ele representa os bancos, é o verdadeiro dono do Brasil! Quer perpetuar este sistema em que os brasileiros trabalham ininterruptamente, como escravos, para terem pouco retorno em troca. Isso quando têm sorte de ter um emprego, pois o desemprego já é recorde! O povo se afunda na miséria, na infelicidade da desocupação, o que inclusive agrava a situação da criminalidade", complementa.

Para o presidente do PRTB, é "absurdo" que o seu nome esteja sendo cogitado para uma eleição indireta em caso de eventual cassação da chapa Dilma-Temer ou em hipótese de impeachment. "Querem colocar justamente a fonte do problema! Meirelles é o patrão de Lula e Dilma, assim como de Temer. É ele que representa os donos do Brasil, os banqueiros, nacionais e internacionais. Sócio do Bradesco, do Itaú, mancomunado com todos os grandes bancos!", acusa.

"Todos os grandes partidos são capachos dos banqueiros, não há diferença entre eles! Estão todos em conluio"

Para ele, a discussão partidária é inócua para o momento atravessado pelo país. "Dinheiro está por trás de tudo e as pessoas estão preocupadas com briguinha de partido! Faça-me o favor! Todos os grandes partidos são capachos dos banqueiros, não há diferença entre eles! Estão todos em conluio. Há indícios fortes contra Meirelles por ser presidente do Conselho do Banco, como não sabia que os dirigentes do frigorífico estavam fazendo tudo isso? E agora ainda tem gente querendo colocá-lo na Presidência da República! Isso é um absurdo! As pessoas estão dormindo enquanto eles tramam!".

A taxa de juros estaria, segundo ele, no cerne do problema. "A taxa SELIC está elevadíssima, 750 bilhões apenas para o governo pagar juros! Lucram Itaú, Santander, Bradesco, inclusive o Banco Original, do qual ele é presidente. Ele é o arquiteto da política de juros elevados para supostamente reduzir a inflação. Responsável por mandar 54 milhões de brasileiros para o SPC-SERASA. Tenta reduzir inflação por falta de demanda, mas acaba por empobrecer o povo com essa postura diabólica. No exterior, os juros são questão de meio por cento, aqui são números hediondos! Não está preocupado com o Brasil, mas com o bolso dele e dos amigos dele. PMDB, PSDB, PT, todos são financiados pelos bancos, somente o Bradesco deu mais de R$100 milhões para campanhas, distribui dinheiro para os grandes partidos", expõe.

De acordo com o presidente de partido, a legislação que libera a aquisição de terras por grupos estrangeiros é tão nociva quanto. "Como se não bastasse tudo isso, agora ainda querem liberar a compra de até 100 mil hectares para grupos estrangeiros, querem rifar o Brasil! Usar a lei de imigração e, em seguida, liberar a venda de tudo para os estrangeiros comprarem enquanto estamos todos desempregados ou na miséria", complementa Fidelix.

"O mercado financeiro especulativo faturou bilhões com a manipulação da moeda. Tudo sob a batuta do Meirelles. Juros absurdos sangrando as riquezas nacionais e o suor do povo brasileiro, todo o roubo se dava por meio de banqueiros, sempre há banqueiro no meio. O dinheiro passava por onde, Meirelles? Como presidente do Banco Central do Lula, não sabia de nada? Dizem que Meirelles está por trás de tudo, precisamos investigar a fundo. Para tirar R$10 mil que seja de um banco, precisa de autorização do banqueiro. Como que tiraram R$500 mil, R$1 milhão, R$1 bilhão sem a complacência dos banqueiros? Os banqueiros são donos dos jornais, da mídia, da Globo, da indústria, de tudo nesse país. Por isso, ninguém tem coragem de falar o nome deles", finaliza.

A despeito das reincidentes denúncias e dos ataque contra seu nome, Meirelles não se pronunciou oficialmente sobre o caso.


Leia também: 
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...