quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Paola Carosella, do MasterChef, desperta revolta na web por atacar o juiz Sergio Moro


Imagem: Produção Ilustrativa / Política na Rede
A chef argentina Paola Carosella, uma das juradas do reality culinário MasterChef, exibido pela TV Bandeirantes, cutucou o juiz Sergio Moro, responsável Operação Lava Jato na primeira instância, ao questioná-lo sobre um suposto desequilíbrio nas investigações.



A provocação foi feita a partir de um tuíte do jornal O Globo sobre reportagem publicada na segunda-feira com declarações de Moro sobre o combate à corrupção. “Não se pode colocar apenas nos ombros da Justiça a responsabilidade de superar a corrupção”, foi a frase do juiz usada pela publicação no Twitter.

O primeiro comentário foi de Paola. “Ou punir apenas um único lado, isso também atrapalha um pouco na luta pelo fim da corrupção, né não?”, escreveu a chef, sem detalhar o comentário, o que gerou cobrança do segundo seguidor a comentar o tuíte do jornal. “Dê nome aos bois. Quem não está sendo punido?”, escreveu.






A "crítica" de que Moro só se empenharia em combater a corrupção de um lado é frequentemente usada por petistas ou simpatizantes do PT, para quem o juiz persegue gente do partido, principalmente o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Moro, no entanto, tem jurisdição limitada. Ele não pode, por exemplo, mandar investigar ou julgar quem tem foro privilegiado, caso do senador Aécio Neves (PSDB-MG) e do governador Geraldo Alckmin (PSDB). Os mesmos petistas acusam com frequência o juiz de ter relação muito amigável com os tucanos.

Após a péssima repercussão de sua crítica, a chef tentou se retratar, dizendo que não criticou o juiz Sérgio Moro e sim o sistema de Justiça brasileiro, que prende alguns e não outros. Moro é conhecido por quebrar o ciclo de impunidade de poderosos. 

Veja também:

 
 

Veja
Editado por Política na Rede
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...