terça-feira, 29 de agosto de 2017

Procuradoria manda delação de Funaro a Fachin para homologação


Imagem: Dida Sampaio / AE
A delação do operador financeiro Lúcio Funaro chegou nesta terça-feira, 29, ao gabinete do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF). Cabe ao relator da Lava Jato na Corte homologar o acordo de Funaro com a Procuradoria-Geral da República (PGR). Só depois disso, o Ministério Público Federal pode utilizar as informações prestadas pelo operador para realizar investigações.



Antes de homologar a delação, o ministro deve convocar o colaborador para confirmar que o acordo foi assinado de forma espontânea. O conteúdo da delação é mantido em sigilo.

Leia também: 

Senador escancara 'podridão petista' no BNDES e repercute na web; veja vídeo
MPF encontra e-mail de Jacob Barata com encomenda para Gilmar e pede novamente a suspeição do ministro
'Sou muito mais preparada que muito candidato com pênis', retruca Janaína Paschoal após matéria que destaca convite para que se candidate
Jornalista Eliane Cantanhêde denuncia absurda 'farra' bilionária de vereadores de mais de 700 cidades
Rachel Sheherazade pede ajuda da população contra homem que incitou estupro e espancamento contra ela
'A Reforma Política precisa ter como base a Suécia', defende psiquiatra Ana Beatriz Barbosa


Nas conversas com a PGR, Funaro detalhou sua atuação como operador financeiro do PMDB da Câmara dos Deputados. O grupo político é liderado pelo presidente Michel Temer e tem como principais integrantes os atuais e ex-ministros Eliseu Padilha, Moreira Franco, Geddel Vieira Lima e Henrique Eduardo Alves. Além deles, outro importante representante dos peemedebistas da Câmara é o ex-deputado Eduardo Cunha, preso em Curitiba por ordem do juiz Sérgio Moro.

O acordo foi assinado há uma semana na sede da PGR, em Brasília. Depois disso, o operador financeiro passou a prestar depoimentos aos investigadores.

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pretende usar informações prestadas por Funaro na segunda denúncia que pretende enviar contra o presidente Michel Temer.


Veja também:



 

Beatriz Bulla e Fabio Serapião
O Estado de S. Paulo
Editado por Política na Rede
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...