quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Relator recua e retira doação oculta do texto da reforma política


Imagem: Dida Sampaio / Estadão
Em um novo recuo, o relator da reforma política na Câmara, deputado Vicente Cândido (PT-SP), anunciou na noite desta quarta-feira, 16, que vai retirar do texto a possibilidade de manter oculto o nome dos doadores de campanha.



O deputado havia incluído a proposta em seu relatório, apresentado nesta terça-feira. Pelo texto, o doador poderia pedir que seu nome não fosse divulgado à população, independentemente do valor doado.


Assista à sessão: 


Leia também: 

Marco Aurélio quer pôr na pauta do STF debate de prisão 2ª em instância
Caravana de Lula no Nordeste já enfrenta percalços antes de começar
Magno Malta detona fundo bilionário para financiar campanhas; assista
EUA pedem que países latinos, inclusive Brasil, rompam com Coreia do Norte


A proposta recebeu diversas críticas, inclusive do presidente da comissão, deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA), que classificou a ideia como “lamentável”, pois dificultaria a fiscalização e não contribuiria com a transparência do processo.

Vicente Cândido reconheceu que a pressão popular pesou em sua decisão e afirmou que, como não havia consenso entre os líderes da Casa, ele decidiu retirar a proposta do texto.

A volta da doação oculta estava prevista no relatório que ainda está sendo discutido na comissão e deve ser votado no plenário somente depois de os deputados aprovarem a emenda à Constituição que cria o fundo público eleitoral e estabelece o chamado distritão.


Veja também: 





Isadora Peron e Igor Gadelha
O Estado de S.Paulo
Editado por Política na Rede
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...