terça-feira, 1 de agosto de 2017

Supremo solta procurador infiltrado de Joesley Batista e advogado


Imagem: Reprodução / Redes Sociais
O Supremo Tribunal Federal (STF) mandou soltar o procurador da República Ângelo Goulart, acusado de receber mesada de R$ 50 mil do empresário Joesley Batista, da JBS, em troca de informações sigilosas da Operação Greenfield. O resultado deu empate na votação da Segunda Turma da Corte máxima. Empate beneficia réu.



A decisão da Corte é extensiva ao advogado Willer Tomaz, que também foi preso em maio sob acusação de fazer os repasses de R$ 50 mil ao procurador. O procurador e o advogado não podem sair à rua durante o período noturno e não podem manter contato com outros investigados.

A Operação Greenfield investiga rombo bilionário nos maiores fundos de pensão do País.

Presos no dia 18 de maio, na Operação Patmos, Goulart e o advogado estão no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília.

Votaram pela manutenção da prisão do procurador e do advogado os ministros Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no Supremo, e Celso de Mello, o decano. Votaram pela soltura dos acusados os ministros Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes.

Leia também: 
Moro aceita a denúncia e Lula é réu no caso do sítio de Atibaia
'Não cabe elegância no assunto Venezuela.  Quem defende Maduro é um lixo. Apenas isso', desabafa Ana Paula, campeã do vôlei
Governo põe obstáculos à cooperação internacional, diz nota de Janot
Relator retira 'emenda Lula' da proposta de reforma política
Conselho superior do MPF prorroga por mais 1 ano força-tarefa da Lava Jato em Curitiba
Juiz Sergio Moro faz aniversário e é homenageado por milhares de brasileiros na internet
Em evento nos EUA, hackers levam apenas 1 hora e meia para invadir urnas eletrônicas
Governo venezuelano invade casas de opositores e prende líderes na calada da noite; veja vídeos
Propina é ‘prática corriqueira’ de Bendine, diz Moro
Moro acata pedido e decreta prisão preventiva de Bendine, ex-presidente da Petrobras e do Banco do Brasil

Veja também:







Diário do Poder
Editado por Política na Rede
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...