segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Já se fala em delação premiada do ex-procurador Marcelo Miller


Imagem: Fábio Motta / DP
Circulou como uma bomba, entre ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), a informação de que o ex-procurador Marcelo Miller, que foi braço direito do procurador-geral Rodrigo Janot, estaria inclinado a propor um acordo de delação premiada. A informação começou a circular após a notícia sua iminente prisão, afinal não confirmada, com o escândalo provocado pela nova gravação de Joesley Batista. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.



Não está claro qual seria o alvo de eventual delação de Marcelo Miller, mas em princípio seu depoimento agravaria a situação de Joesley.

Leia também:  

Após depoimento de Palocci, Lula falará a Moro na quarta-feira
Perda de benefícios ameaça mais delatores da Lava Jato
Com terço nas mãos e sem o sorrisinho, Joesley deixa PF em São Paulo rumo a Brasília
Definição sobre futuro da delação da JBS pode ficar com Raquel Dodge


A suspeita no MPF é que Marcelo Miller ainda era procurador quando se integrou informalmente à defesa da turma da JBS.

Suposto acerto com Marcelo Miller foi descrito na gravação que Joesley fez de sua conversa com Ricardo Saud, lobista da J&F/JBS.

Um ministro do STF ironizou ontem à tarde: “Se for confirmada a delação do Miller, o MPF levará em conta a teoria do domínio do fato?”.


Veja também:









 
 


Cláudio Humberto
Diário do Poder
Editado por Política na Rede
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...