sábado, 16 de setembro de 2017

‘Que País é este?’, perguntou Wesley Batista ao ser preso


Imagem: Rafael Arbex / Estadão
Wesley Batista repetiu o ex-diretor da Petrobrás Renato Duque ao ser preso na quarta, 13. Informado de que, além do mandado de busca e apreensão, a Justiça também havia autorizado sua prisão, colocou a mão na cabeça, deu um chute no chão e soltou um “Que País é este?”. Ele foi detido por suspeita de lucro ilegal no mercado financeiro, fato sem relação com a delação que lhe garantiu perdão judicial. Seu irmão, Joesley Batista, nas gravações que fizeram a maré virar contra si, havia demonstrado confiança: “Nós não vai ser preso”.



O empresário também foi preso por suspeita de crime financeiro e, ao contrário de Wesley, Joesley pode perder a imunidade judicial por ter omitido fatos na delação. Já são dois mandados contra ele.

Joesley Batista perdeu a liberdade, mas não a classe. Embarcou ontem no avião da PF rumo a São Paulo carregando uma mala Rimowa, considerada uma das marcas mais luxuosas (e caras) do mundo.

Leia também:
Delação de oito executivos da OAS chega ao STF e atinge Lula, Dilma e aliados de Temer
Diretório estadual do PT se recusa a receber desfiliação de 390 pessoas
Justiça penhora 10% do rendimento mensal do PT de São Paulo
Rosinha Garotinho acusa desembargador de ser ‘braço’ do ex-governador Sérgio Cabral
Advogado de Lula pede habeas corpus preventivo
Justiça nega pedido para tirar sigilo sobre os acionistas da JBS-Friboi
Dono de helicóptero que sobrevoou comício de Lula em Curitiba recebe ameaças
URGENTE: Palocci diz que ministro do STJ foi nomeado para evitar delação de Marcelo Odebrecht
E-mail mostra que Joesley deu a ordem para comprar ações à véspera da divulgação da delação
Nova perícia confirma que procurador que denunciaria Cristina Kirchner foi assassinado


Veja também: 






Coluna do Estadão
Editado por Política na Rede  
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...