segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Rosa Weber pode mudar seu voto e decidir a favor da prisão em segunda instância


Imagem: Jorge William / Ag. O Globo
A possibilidade de o STF voltar atrás na decisão tomada no ano passado em favor da prisão a partir da condenação do réu em segunda instância é dada como certa em muitos círculos.



Afinal, Gilmar Mendes reviu sua posição, o que é o bastante para virar o placar apertado da votação, o 6 x 5.

Mas Gilmar pode não ser o único a mudar seu entendimento.

Rosa Weber, que se alinhou entre os contra a prisão imediata após o julgamento em segunda instância, tem dado sinais de que pode votar do mesmo modo que Cármen Lúcia, Luiz Fux, Luis Roberto Barroso, Edson Fachin e Alexandre de Moraes.

Leia também:  

Temer reclama a Janot por Joesley tê-lo chamado de 'ladrão-geral da República'
Lava Jato interrompeu um golpe de Estado do PT, diz advogado da Petrobras que deu bronca no advogado de Lula
PMDB e PT já discutem alianças nos Estados
Doria admite possibilidade de sair do PSDB e descarta prévia com Alckmin
Moro nega pedido de Lula para suspender interrogatórios

PT tem dificuldades para estimular militantes a acompanhar Lula em novo depoimento a Moro

Veja também:

 
 

Lauro Jardim
O Globo
Editado por Política na Rede 
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...