terça-feira, 31 de outubro de 2017

Moro protesta contra decisão do TRF que soltou ex-gerente da Petrobras


Imagem: Paulo Whitaker / Reuters
O juiz Sergio Moro protestou contra o habeas corpus que encerrou a prisão preventiva do ex-gerente da Petrobras Luis Carlos Moreira da Silva.


O executivo já foi condenado pelo magistrado, e respondia em liberdade até ser detido na 46ª fase da Lava Jato, na última semana.

Segundo o juiz, manter Luis Carlos Moreira da Silva em liberdade “significa, na prática, premiar o comportamento de destruição de provas e colocar em risco a recuperação do produto do crime e aplicação da lei penal”.

Leia também: 
Dodge pede ao STF que aceite denúncia oferecida por Janot contra Agripino Maia
Rosa Weber decide levar ao plenário pedido do PSL para suspender fundo eleitoral bilionário

Moro diz nos autos Moreira da Silva apagou seletivamente de sua caixa postal mensagens incriminatórias que teria trocado com outros executivos da Petrobras.

E que a prisão cautelar só não foi decretada antes porque o MPF a requereu somente nas alegações finais. Também afirma que essa prova produzida durante a instrução da ação penal foi essencial para os fundamentos da prisão preventiva.

Veja também:





Ernesto Neves

Veja
Editado por Política na Rede
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...