terça-feira, 28 de novembro de 2017

Assessor de Picciani diz ‘não lembrar’ o que fez com R$ 100 mil que sacou da conta de Paulo Melo


Imagem: Reprodução / Estadão
O assessor especial do presidente licenciado da Assembleia Legislativa do Rio, Jorge Picciani (PMDB), afirmou à Polícia Federal, em depoimento, que não se lembra do que fez com R$ 100 mil que sacou da conta do deputado estadual Paulo Melo (PMDB). Fabio Cardoso Nascimento, o assessor de Picciani, foi preso na Operação Cadeia Velha, desdobramento da Lava Jato, em 14 de novembro. Picciani, Melo e um terceiro peemedebista, o deputado Edson Albertassi, também foram presos.



“Não se recorda qual foi o destino do valor de R$ 100 mil que sacou em espécie da conta de titularidade de Paulo Cesar Melo de Sá, no dia 23 de dezembro de 2011”, disse Nascimento.

Na casa do assessor de Picciani, a PF apreendeu R$ 55 mil em dinheiro vivo.

Leia também: 

O Ministério Público Federal da 2.ª Região (Rio), suspeita que Nascimento recebia propina para Paulo Melo.

Fabio Nascimento é irmão de Andrea Cardoso do Nascimento, chefe de gabinete do deputado. Os investigadores relataram ao desembargador Abel Gomes, do Tribunal Regional Federal da 2.ª Região, que ‘95% das entregas’ de propina a Paulo Melo eram feitas para Andréa ou para o irmão Fábio.

O depoimento do assessor foi prestado à PF no dia 14 de novembro, data em que ele foi capturado. A Justiça converteu a prisão de Nascimento em preventiva, ou seja, por tempo indeterminado na quinta-feira, 23.

À PF, Nascimento informou que ‘suas fontes de renda são como funcionário da Prefeitura de Petrópolis/RJ, como assessor especial do deputado Jorge Picciani, como proprietário de um taxi e boxes de garagem’. O assessor afirmou que sua renda mensal é de cerca de R$ 12 mil.

“Atualmente vem prestando serviço somente na Alerj; que comparecia esporadicamente no comitê eleitoral do deputado Paulo Mello no ano de 2014”, declarou.

Os investigadores apontaram Nascimento como doador de Paulo Melo nas eleições de 2006, com R$ 5 mil, e em 2014, com R$ 25 mil. O Portal Transparência da Assembleia Legislativa do Rio, informa que, em julho de 2017, o salário de Nascimento foi de R$ 11.033,89.

Durante o depoimento, Nascimento foi questionado sobre R$ 200 mil em espécie que depositou em sua conta em 30 de novembro de 2012. O assessor afirmou que tratava-se de um empréstimo feito a um ‘compadre’.

Veja também:






Julia Affonso
O Estado de S. Paulo
Editado por Política na Rede 
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...