quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Associação de juízes pede ao STF para proibir reversão por assembleias das prisões de deputados estaduais


Imagem: Reprodução / Redes Sociais
A Associação de Magistrados Brasileiros (AMB) apresentou nesta quarta-feira (22) três ações no Supremo Tribunal Federal (STF) que visam proibir as assembleias legislativas do Rio de Janeiro, do Mato Grosso e do Rio Grande do Norte de derrubar prisões de deputados estaduais decretadas pela Justiça.


As ações também contestam decisões recentes das três assembleias que reverteram prisões ou afastamento de deputados nos três estados.

A AMB argumenta que as imunidades de parlamentares federais não se estendem aos estaduais. A Constituição Federal diz que a prisão de deputados federais e senadores deve ser comunicada em até 24 horas ao Congresso, a quem cabe mantê-la ou rejeitá-la.

Leia também: 

Para a entidade, no entanto, ao contrário dos deputados federais – que só podem ser processados pelo STF – os estaduais podem recorrer de decisões que decretem suas prisões às instâncias superiores.

A AMB também argumenta que a suspensão de decisões judiciais por assembleias fragiliza o Judiciário.

“As decisões das assembleias legislativas é que são capazes de violar os princípios da República federativa, da separação dos poderes e do estado democrático de direito ao impedir o exercício da jurisdição pelo Poder Judiciário”, diz a ação.

Veja também:





Renan Ramalho
G1
Editado por Política na Rede
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...