quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Caetano Veloso consegue liminar para censurar Olavo de Carvalho


Imagem: Produção Ilustrativa / Política na Rede
O juiz Bruno Manfrenatti, da 50ª Vara Cível do Rio de Janeiro, concedeu uma liminar em um  processo de Caetano Veloso contra o filósofo Olavo de Carvalho, censurando posts em que Carvalho se referia ao cantor como "pedófilo". Para o magistrado, houve abuso da liberdade de expressão em associar a imagem do artista à pedofilia.


A hashtag #CaetanoPedófilo se espalhou pela internet, fazendo referência ao fato notório de que o cantor tirou a virgindade de Paula Lavigne quando ela tinha 13 anos e Caetano tinha 40. Nem Caetano Veloso nem Paula Lavigne negam o fato. 

Olavo de Carvalho deverá ser citado por carta rogatória, já que mora nos Estados Unidos. A ordem judicial prevê que, caso desobedeça ao que foi determinado, será multado diariamente em R$ 10 mil.

Leia também: 
Tribunal confirma condenação de Eduardo Cunha e reduz em 10 meses a pena

Veja também:





Política na Rede
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...