quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

Militantes petistas atiram pedras e tentam invadir prédio da Justiça Federal na Paraíba


Policial Militar foi atingido por pedra atirada por militantes
Imagem: André Resende/G1
Uma caminhada em João Pessoa em apoio ao ex-presidente Lula, que está sendo julgado nesta quarta-feira (24) no TRF-4 no caso do triplex do Guarujá, resultou em confronto entre a Polícia Militar e manifestantes. Quando o ato público chegou à frente da sede da Justiça Federal em João Pessoa, participantes do ato tentaram forçar o portão para entrar no local e jogaram pedras. Houve conflito com a Polícia Militar, resultando em pelo menos um policial e três manifestantes feridos - sendo um deles o deputado estadual Frei Anastácio (PT).




Acompanhe o julgamento de Lula: 


A estimativa da organização é de que, pelo menos, 500 pessoas tenha ido para a concentração do ato, e a expectativa era de reunir até 2 mil pessoas até o fim da caminhada. A Polícia Militar informou que não está divulgando estimativa dos participantes na manifestação.

Leia também: 


A caminhada saiu por volta das 9h (horário local) da Praça João Pessoa, no Centro da cidade, onde fica a sede dos Três Poderes, e seria encerrada ao chegar à sede da Justiça Federal, que fica no bairro de Pedro Gondim, na capital.

O tumulto começou por volta das 10h30 (horário local) após a chegada ao ponto final da caminhada, quando algumas pessoas tentaram forçar a entrada no prédio da Justiça Federal. Um confronto se iniciou com manifestantes atirando pedras e a polícia atirando balas de borracha e bombas de efeito moral. Manifestantes foram feridos por balas de borracha e um policial sofreu uma pedrada na cabeça.

Inicialmente, o G1 informou que quatro pessoas haviam sido presas no local. O coronel Sena, da Polícia Militar, responsável pelas negociações para o fim do tumulto, negou que tenha havido detidos, mas informou que detalhes sobre a ação policial serão dados oficialmente pela assessoria da PM posteriormente. A assessoria ainda não se posicionou sobre o assunto. A confusão foi encerrada por volta das 11h.

Os manifestantes foram levados em carros particulares para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa. O deputado Frei Anastácio foi atingido na testa por uma bala de borracha, mas continuou no local e não precisou de atendimento médico.


Veja também: 






G1
Editado por Política na Rede
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...