quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

Presidente estadual da CUT estava foragido e foi preso a caminho de Porto Alegre


Imagem: Jefferson Bernardes / AFP
O presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT) no Mato Grosso do Sul foi preso na manhã desta quarta-feira (24), no caminho para Porto Alegre (RS). Genilson Duarte tinha mandado de prisão decretado contra ele e estava em um ônibus clandestino, de acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF).



Ele foi preso por volta das 5h, em barreira de fiscalização na BR-386 próximo a Montenegro (RS). Duarte foi levado pelos policiais da Brigada Militar do Rio Grande do Sul. 

Acompanhe ao vivo o julgamento de Lula: 





A empresa de ônibus, cujo nome não foi informado pela PRF, vinha do Mato Grosso do Sul e havia sido contratada pela CUT, mas não tinha as licenças necessárias para transitar, segundo determinações da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). 

O mandado de prisão de Duarte aguardava cumprimento desde o ano passado. A PRF em Brasília não soube precisar o motivo do pedido de prisão que foi cumprido nesta quarta-feira. 

A PRF tem feito fiscalizações nos ônibus que chegam a Porto Alegre para as manifestações durante o julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A deputada Maria do Rosário (PT-RS) publicou ontem nas redes sociais fotos de uma revista feita pela polícia dentro dos ônibus. A deputada classificou o ato como perseguição: 

“Ônibus sendo revistado. Quando o estado se volta contra o direito de cidadania, todo manifestante vira um suspeito. Viola a Constituição Brasileira e os princípios de Direitos Humanos, impedir ou constranger a liberdade de participação política”, escreveu em sua página no Twitter, junto com a foto de um policial dentro de um dos ônibus.

Veja  também: 






Flávia Pierry
Gazeta do Povo
Editado por Política na Rede
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...