quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Novo advogado de Lula cobra milhões em honorários


Imagem: Antônio More / Gazeta do Povo
A defesa de Lula recebeu o reforço de um ex-presidente do STF, o advogado Sepúlveda Pertence. Embora o ex-presidente não tenha esclarecido como pretende pagar pelos serviços, é certo que a conta não é baixa. Em matéria de 2016, a jornalista Izabelle Torres, do jornal GQ (grupo Globo), o chamava de "o advogado dos sonhos dos poderosos encrencados". 



Segundo a matéria, o advogado é "discreto e com forte atuação nos bastidores, tem trânsito livre no STF e não cobra menos de R$ 10 milhões em honorários". À época, estimava-se que o valor era cinco vezes maior que o cobrado por outro figurão entre políticos encrencados, o advogado Antônio Carlos de Almeida Castro, conhecido como Kakay, que também é conhecido por honorários milionários.

Leia também: 

Sepúlveda Pertence é conhecido por ter "bom trânsito" entre os ministros do STF. Na matéria de 2016, a jornalista descrevia algumas relações de Pertence: 

A presença do ex-ministro Pertence na equipe que defende Esteves faz diferença. Alguns dos ministros que irão julgar o banqueiro mantêm ligações muito próximas com o ex-colega. Antonio Dias Toffoli costumava pedir a bênção sempre que o encontrava. Dizia que ele era um mestre e que sua meta era seguir seus ensinamentos. A ministra Cármen Lúcia também será uma das juízas do caso. Conterrâneos de Minas Gerais, é amiga pessoal do ex-ministro e foi indicada por ele para o cargo. Na ocasião da aposentadoria de Pertence, em 2007, ela fez um discurso em que lembrou a infância difícil do ministro, quando uma doença o obrigou a passar anos na cama, levando sua mãe a alfabetizá-lo. É da ministra o resumo mais apropriado para a mudança de temperamento do discreto José Paulo para o jurista Sepúlveda Pertence. “Fora de uma sessão, ele é observador, meio calado. Com a toga, vira um orador nato, divertido e perspicaz”, resume a ministra. O decano Celso de Mello é outro admirador de Pertence. Não é raro o uso de declarações e votos do ex-ministro nas decisões de Mello. 

Veja também: 





Política na Rede
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...