sexta-feira, 23 de março de 2018

General manda recado direto aos Ministros do Supremo: 'pensem nas consequências'


Imagem: Produção Ilustrativa / Gazeta Social
Na manhã do julgamento do habeas corpus de Lula, o General Paulo Chagas divulgou um texto com recomendações aos ministros do Supremo Tribunal Federal: "Ao privilegiar o crime e ao desrespeitar e desmoralizar a si próprio, o STF põe em risco toda a lógica da Justiça e nos aproxima, perigosamente, do estado de anarquia, da ausência de autoridade, de regras e de normas de convivência". E alertou: "Que os Ministros pensem nisso e nas consequências disso..."

Leia também: 

Leia abaixo o texto do General:

Que os Ministros do STF pensem nisso...
Caros amigos
A Suprema Corte brasileira, teoricamente, a solução final, democrática e isenta para os mais graves problemas jurídicos da Nação, é, em qualquer análise, a mais profícua fonte de problemas graves, aí incluído, com destaque, o maior de todos, a impunidade.
Qualquer desavisado, em uma simples vista d'olhos, enxerga que em sua pequenez moral ela abriga, ao mesmo tempo, as mais exuberantes vaidades, os grandes compadrios, evidentes incompetências, duríssimas caras de pau e timidezes dignas de pena.
É notória a capacidade do STF de colaborar com o caos e com a instabilidade. Falta-lhe isenção e comprometimento com os reais interesses da Nação.
A revogação da prisão de criminosos como Lula da Silva após o julgamento em segunda instância e suas consequências nefastas sobre o processo de depuração levado a efeito pela Operação Lava Jato representarão a sua definitiva degradação.
Ao privilegiar o crime e ao desrespeitar e desmoralizar a si próprio, o STF põe em risco toda a lógica da Justiça e nos aproxima, perigosamente, do estado de anarquia, da ausência de autoridade, de regras e de normas de convivência.
Que os Ministros pensem nisso e nas consequências disso...
Gen Bda Paulo Chagas
Veja também:




Política na Rede
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...