segunda-feira, 9 de abril de 2018

Advogado de liminar pró-Lula foi genro do ministro que relata o caso


Imagem: TRF-2
Um dos advogados que assinou a liminar protocolada pelo Patriotas (antigo PEN), que tenta revisar o entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a prisão em segunda instância e pede a suspensão de todas elas, é ex-genro do ministro do Supremo Marco Aurélio Mello, relator do pedido na Corte. 

Cláudio Pereira de Souza Neto foi casado com Letícia de Santis Mello, filha do ministro Marco Aurélio. As informações foram divulgadas pela revista Veja.

Leia também: 

Pela proximidade entre o ministro e o advogado, juristas opinam que Marco Aurélio teria que se declarar impedido de julgar a liminar, o que redistribuiria o caso a outro membro do Supremo. No entanto, isso não aconteceu ainda. Na última sexta (6), o ministro até se reuniu com seus assessores para discutir o caso.

Na última quarta (4), o ministro Marco Aurélio votou a favor do pedido de habeas corpus feito pela defesa do ex-presidente Lula. No entanto, a maioria dos ministros da Corte votou pela rejeição do habeas corpus.

Neste sábado (7), Lula foi preso, após a determinação do juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Criminal Federal de Curitiba, para que o ex-presidente começasse a cumprir a pena.

Veja também:





Diário do Poder
Editado por Política na Rede
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...