terça-feira, 17 de abril de 2018

Em evento com Dirceu, chefe do MST ordena mais ataques à imprensa e mais invasões de terras


Imagem: Fátima Meira / Futura Press
Em evento com a presença do multicondenado e inexplicavelmente solto José Dirceu, o coordenador do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra), João Pedro Stedile, defendeu invasões de terra como forma de pressionar pela liberação de Lula. "Nós vamos ocupar nesta semana terras, porque queremos o Lula livre", disse.

Leia também: 
Após Justiça determinar multa de R$ 500 mil por dia, acampamento pró-Lula aceita mudar de local

Ele chamou o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Edson Fachin de "traidor" e defendeu que a militância envie cartas às ministras Rosa Weber e Cármen Lúcia. "Fachin traiu o povo brasileiro. Se mude para Miami", afirmou.

Segundo ele, o MST não apoiará qualquer outro candidato do PT que não seja Lula e é necessário que a militância petista parta para a ofensiva. Na avaliação dele, a Rede Globo é a grande inimiga dos movimentos de esquerda.

"Não pode deixar a Rede Globo em paz: joguem ovos ou joguem o que tiverem. A Globo é a nossa inimiga", defendeu.

Veja também:





Gustavo Uribe
Folha de S. Paulo
Editado por Política na Rede 
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...