sexta-feira, 18 de maio de 2018

Palocci negocia novo acordo de delação premiada e operadores do mercado financeiro estão envolvidos


Imagem: Ueslei Marcelino / Reuters
Depois de fechar acordo com a PF (Polícia Federal) em abril deste ano, Antonio Palocci está negociando uma nova delação premiada, desta vez com a força-tarefa da Operação Lava Jato de São Paulo e que promete envolver antigos clientes de sua consultoria e operadores do mercado financeiro.

Leia também: 

De acordo com reportagem da Folha de S. Paulo, os advogados de Palocci já estão conversando com o MPF (Ministério Público Federal) paulista e o ex-ministro de Dilma e Lula, que está preso desde setembro de 2016, irá apresentar casos inéditos de corrupção. Segundo o jornal, a conversa com o MPF de São Paulo justifica-se porque os crimes teriam acontecido no estado.

Os advogados se comprometeram entregar aos procuradores um documento formalizando a proposta da delação premiada nos próximos dias, que será composto de 10 anexos com denúncias de corrupção entre a consultoria do ex-ministro Projeto e operadores do mercado, conforme aponta o jornal. Em 2016, a Receita Federal apontou que a consultoria recebeu R$ 81,3 milhões através de 47 empresas, documento que foi anexado na investigação da Operação Omertà, desdobramento da Operação Lava Jato que prendeu Palocci naquele ano.

Veja também:




Infomoney
Editado por Política na Rede
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...