segunda-feira, 28 de maio de 2018

PGR dá aval para fechar delação premiada de Léo Pinheiro


Imagem: Reprodução / Redes Sociais
Após o sinal verde da procuradora-geral, Raquel Dodge, o ex-presidente da OAS Léo Pinheiro, preso em Curitiba desde setembro de 2016, finalmente obteve o aval da Procuradoria-Geral da República (PGR) e está fechando os últimos detalhes da sua proposta, mais de dois anos após começar a negociar seu acordo de delação premiada com a Lava-Jato.

Leia também: 

Até o momento, a delação inclui uma lista de aproximadamente 60 anexos à qual o jornal O Globo teve acesso. Os documentos envolvem ao menos 14 políticos do MDB, PSDB, PT, PP e DEM, pagamentos de propina em obras feitas pela empreiteira em 11 estados brasileiros e operações ilícitas em cinco países da América Latina, além de repasses de caixa dois para campanhas eleitorais.

Entre os delatados por Pinheiro está um dos principais pré-candidatos ao governo do Rio de Janeiro, o ex-prefeito Eduardo Paes, que deverá concorrer ao cargo pelo DEM. O empreiteiro conta que Paes recebeu repasses via caixa dois para sua campanha à prefeitura em 2012.

Veja também:





Bela Megale e Aguirre Talento
O Globo
Editado por Política na Rede
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...