quarta-feira, 27 de junho de 2018

'Acho que nós estamos caminhando bem, o Supremo voltando a ser Supremo', diz Gilmar Mendes


Imagem: Reprodução / Redes Sociais
Após a sessão da Segunda Turma que, nesta terça-feira, 26, mandou soltar alvos da Lava Jato, como o ex-ministro José Dirceu, o ex-assessor do PP João Cláudio Genu, anulou provas contra a senadora Gleisi Hoffmann e o ex-ministro Paulo Bernardo, na Operação Custo Brasil, e trancou a ação contra o deputado estadual paulista Fernando Capez, o ministro Gilmar Mendes foi questionado se haveria uma retaliação ao ministro Edson Fachin por ter enviado o pedido de liberdade de Lula ao plenário. Segundo o site jurídico Jota, Gilmar Mendes negou: “Vamos desinfantilizar o debate, tratar a gente com maior seriedade. Isso está parecendo coisa de fofoqueiros”.

Leia também: 

Para o ministro, o STF está em um ótimo momento: “A turma não está dividida. Vamos aguardar, acho que tivemos boas decisões no plenário, acho que a gente está voltando para um plano de maior institucionalidade. A decisão recente sobre a questão das conduções coercitivas acho que coloca bem claro qual é o padrão de Estado de direito que deve presidir o país, acho que foi uma vitória importante do Estado de direito. Tivemos uma discussão muito relevante no que diz respeito ao caso Gleisi-Paulo Bernardo, acho que também aqui o tribunal afirmou o que é o significado das delações. Acho que nós estamos caminhando bem, o Supremo voltando a ser Supremo.”

Veja também:






Política na Rede
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...