sexta-feira, 1 de junho de 2018

Barroso critica 'libertação a granel' de corruptos e é aplaudido de pé por juízes de primeira instância; veja vídeo


Imagem: Itawi Albuquerque / Via Alagoas
O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, participou do XXIII Congresso Brasileiro de Magistrados, em Maceió, no sábado passado. Durante sua fala, sem mencionar Gilmar Mendes, Barroso dirigiu duras críticas aos colegas de "tribunais mais elevados". O ministro Luís Roberto Barroso afirmou que os corruptos tornaram-se uma minoria bem protegida: "Pessoas que desviaram milhões e mantêm suas contas no exterior e são libertadas a granel". E enfatizou que as libertações desprestigiam o trabalho dos juízes de primeira instância e de todo o Judiciário: "liberações que expõem e desprestigiam os juízes de primeiro grau, que enfrentam essa cultura de desigualdade que sempre protegeu os mais ricos, essa cultura de compadrio. E as pessoas que ousam corajosamente romper com esse círculo vicioso da história brasileira são frequentemente desautorizadas, quando não humilhadas, por decisões judiciais de tribunais mais elevados".


Veja trecho: 



Barroso valorizou o trabalho dos juízes de primeira instância: “Sou solidário com quem se dispõe a fazer esse trabalho. Ele é difícil, tem um custo pessoal alto, mas a história está do nosso lado. Há uma velha ordem sendo transformada. Essa é a minha convicção. Os aliados da corrupção no Brasil fazem um discurso libertário, quando na verdade é uma leniência com uma velha ordem e uma cultura de desvio de dinheiro público.”

A plateia, formada por juízes, aplaudiu Barroso de pé. 

Leia também: 
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...