sexta-feira, 13 de julho de 2018

Para defender seu ponto de vista sobre prisões em segunda instância, Marco Aurélio solta um dos chefes do tráfico


Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal, para defender seu ponto de vista sobre prisões após condenação em segunda instância, concedeu habeas corpus a um grande líder do tráfico de drogas. O traficante, que ainda precisaria cumprir 12 anos 9 meses e 20 dias para obter progressão do regime fechado para o semiaberto, está livre nas ruas graças a um "erro" dos funcionários do presídio, e não pretende retornar.

Leia também: 

O ex-presidiário Leomar Oliveira Barbosa, de 55 anos, considerado ex-braço direito do traficante Fernandinho Beira-Mar e conhecido como “Playboy”, ainda precisaria cumprir 12 anos 9 meses e 20 dias para obter progressão do regime fechado para o semiaberto.

Segundo o G1: 

Em uma operação de 2011, a Polícia Federal descobriu uma nova rota do tráfico internacional que passa por dentro do Pantanal. Na ocasião, foram apreendidos dois aviões e mais de 6 mil cartuchos de munição de fuzil 762 – metralhadoras automáticas de uso exclusivo das Forças Armadas – que estavam escondidos em uma fazenda. As investigações apontaram que o arsenal pertencia a Leomar.
Reportagem do Jornal Nacional revelou que o fazendeiro que cedeu a propriedade para esconder a munição levou aos policiais até o local. Ele desenterrou os tambores onde estavam os projéteis. A propriedade fica em Barão de Melgaço, a 110 quilômetros de Cuiabá, em uma região alagada do Pantanal.
Veja também:





Política na Rede
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...