terça-feira, 14 de agosto de 2018

Mantega tinha quase US$ 2 milhões em contas não declaradas na Suíça, diz Moro


Imagem: Reprodução / Redes Sociais
Ao aceitar denúncia contra Guido Mantega e torná-lo réu, o juiz Sérgio Moro afirmou que o ex-ministro da Fazenda mantinha quase US$ 2 milhões no exterior não declarados às autoridades brasileiras nem à Receita Federal.

Responsável pela Lava Jato na primeira instância, Moro define a descoberta como uma "inusitada revelação".

Segundo o magistrado, o ex-ministro tinha "não só uma, mas pelo menos duas contas no exterior"; uma das contas no nome de Mantega e outra, em nome de uma empresa off-shore. As contas foram abertas no Banque Pictet & Cie, na Suíça.

Leia também: 

"Agregue-se ao quadro probatório a inusitada revelação de que o acusado Guido Mantega é titular de não só uma, mas de pelo menos duas contas no exterior, uma em nome pessoal e outra em nome da off-shore Papillon Company, ambas abertas no Banque Pictet & Cie S/A", afirma Moro. Somadas, as contas somam mais de US$ 1,9 milhão.

Moro ainda explica que a off-shore e o saldo respectivo só foram informadas ao Brasil na adesão, em julho de 2017, de Guido Mantega ao programa de regularização cambial e tributária imposta pela lei 13.254/2016. A regra foi aprovada durante o governo que ele fez parte.

O juiz da Lava Jato registra que Mantega explicou a existência dos valores com o suposto pagamento por fora de negócio imobiliário do Brasil. A questão, contudo, precisará ser melhor avaliada, segundo Moro, no momento e no processo próprio.

Veja também:




Matheus Leitão
G1
Editado por Política na Rede
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...