domingo, 23 de setembro de 2018

Apesar de discurso confiante, PT espera ação pró-Bolsonaro ou Ciro


Imagem: Heuler Andrey / Folhapress
Apesar do discurso de confiança na presença de Fernando Haddad no segundo turno, coordenadores da campanha do PT se preparam para jogadas de última hora no campo da centro-direita. A princípio, dizem, pode haver movimento para esvaziar de vez as candidaturas de João Amoêdo (Novo), Alvaro Dias (Podemos) e Henrique Meirelles (MDB) em favor de Jair Bolsonaro (PSL). Outra hipótese é parte do eleitorado abraçar Ciro Gomes (PDT), travar a alavancagem do PT e forçar a terceira via.

Leia também: 

O  PT analisa as chances de o grupo que não quer Bolsonaro e Haddad no segundo turno aderir à tese de que Ciro é uma opção viável para virar o jogo. O principal trunfo do pedetista é o índice que ele alcança na etapa final da disputa: derrota o deputado do PSL fora da margem de erro.

A ordem no QG de Haddad é investir pesado na campanha nas ruas e na TV para acelerar a transferência de votos e esvaziar Ciro Gomes. Se o petista chegar a 20% nas principais pesquisas e o pedetista baixar ao patamar de 10%, calcula a sigla, dá para respirar.

O PT se reúne na segunda (24) para discutir a tática a ser usada na reta final da eleição. Quer decidir se antecipa a estratégia de rivalizar diretamente com Bolsonaro, explorando a posição dele na votação de projetos como a PEC das Domésticas.

Veja também:





Painel
Folha de S. Paulo
Editado por Política na Rede 
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...