terça-feira, 2 de outubro de 2018

Haddad omite valor real de bem à Justiça Eleitoral


Imagem: Reprodução / Redes Sociais
O candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad, informa na sua declaração de bens ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ter um apartamento no valor de R$ 90 mil. O registro do cartório, contudo, mostra que ele comprou o imóvel, em 1998, por R$ 120 mil. No mesmo ano, Haddad adquiriu uma garagem no local por R$ 20 mil, informação que também omite na declaração entregue ao TSE. O petista diz que o total do seu patrimônio é de R$ 428,4 mil. O valor é inferior ao que ele declarou em 2016 na disputa pela Prefeitura, R$ 451,9 mil.

Leia também: 


A assessoria de Haddad diz que “a diferença entre o que ele declarou e o valor pago (pelo apartamento) está na declaração da Ana Estela, sua esposa”. Os dois, contudo, são casados em comunhão de bens e o registro de imóvel não diferencia o valor que cada um desembolsou.

O apartamento, onde Haddad mora com a família, tem valor venal de R$ 997,9 mil. Ele não é obrigado a atualizar o valor e diz que não vai fazê-lo. Se isso ocorresse, o patrimônio declarado do candidato do PT ultrapassaria um milhão de reais.

Veja também:

 



Coluna do Estadão
O Estado de S. Paulo
Editado por Política na Rede
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...